Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 12, 2016

O IDIOTA DE DOSTOIÉVSKI

Em 11 de novembro de 1821 nasceu o escritor russo Fyodor Dostoievsky, uma das mais importantes referências literárias na história.
Um dos seus mais relevantes romances, que revelam muito de sua visão da sociedade da época e de sua incapacidade de compreensão do individualismo que chegava com a modernidade, é o Idiota, um romance que traduz a realidade do escritor.
O protagonista, um príncipe chamado Liév Nickoláeivitch Míchkin sofria de epilepsia, uma doença considerada na época em que o livro foi publicado, 1869, como uma desordem psiquiátrica.
Ele foi internado num sanatório na Suiça por vários anos para tratar da doença e retornaria a Petersburgo, para receber uma herança deixada por um parente de seu seu pai. Ali ele pretendia retomar a sua vida.
A trama se desenvolve a partir da sua inadaptação à sociedade corrupta, incompatível com a sua integridade, lealdade  e senso de justiça.
Trata-se de uma narrativa densa, que envolve uma gama de personagens e situações que se desencadeiam …

A fotografia da vida de Santa - CAP. 19

Capítulo 19
No carro, faz-se um silêncio pesado. Parece que nenhum dos dois sabe o que dizer. Fernando porém ensaia alguns temas como o próprio trabalho, o tempo em que ficou desempregado e a proposta da tia para trabalhar na casa de Santa. Alfredo parece entediado. Não lhe interessa aquele assunto, muito menos falar sobre a vida profissional de Fernando.
Fernando conclui, satisfeito:
— Parece que somos amigos há muito tempo. Engraçado, quando há empatia, o assunto flui, não é mesmo?
Na verdade, não era o que estava acontecendo entre os dois, mas Alfredo concorda. Por fim, pergunta:
— Não acha que devemos parar num bar? Como lhe disse, seria bom conversarmos com mais calma.
Fernando sorri, confiante. Em pouco tempo, estão num bar, tomando uma cerveja.
— Então, me diga, o que é que você queria me dizer?
— Não sei, Fernando. É que sou um homem muito solitário.
— Mas nós não somos amigos. Sou apenas o jardineiro de sua mãe.
— Há pouco tempo, você disse que havia empatia entre nós.
— É verdade, ma…